Qual é o estilo musical que as pessoas inteligentes escutam?

A manifestação sonora, porém, muito antes da constatação do pensador, já era capaz de unir povos, demarcar crenças e costumes e estabelecer identidades culturais. Segundo relatos, seu surgimento pode ser datado ainda na pré-história, até mesmo antes da formação da linguagem e do aparecimento da agricultura.

Hoje, todavia, apreciada pela maioria da população, a música também é instrumento de avaliação sobre a personalidade de um indivíduo, como, por exemplo, ser possível, por meio dela, categorizar qual estilo é mais apreciado por pessoas com QI (Quociente de inteligência) elevado.

Levando em consideração que somos mais inteligentes que os demais animais devido ao desenvolvimento do lobo frontal, onde há no córtex pré-frontal humano a chamada sinaptogênese, intensa comunicação entre neurônios num processo de formação, fortalecimento e eliminação de conexões sinápticas que estão relacionadas com a habilidade de raciocinar sendo esta região responsável pelo comportamento social e raciocínio lógico, logo, não há outra maneira de definir o estilo musical de pessoas inteligentes que não seja entrevistando pessoas cujo alto QI foi comprovado em testes válidos.

No estudo “O estilo musical de pessoas inteligentes”, o objetivo era compreender a preferência musical de pessoas com QI acima do percentil 98 (que equivale a acima de 130 pontos pelo teste WAIS), em diferentes ocasiões e a razão pela predição do estilo.

A pesquisa foi realizada com um grupo de 50 pessoas dentro da categoria estabelecida

A pesquisa foi realizada com um grupo de 50 pessoas dentro da categoria estabelecida que responderam à pergunta: Qual seu estilo musical preferido?

Para analisar as respostas, foi preciso compreender qual a influência da música no cérebro, já que é sabido que processamento musical é envolvido por percepção musical, reconhecimento e emoção, e que o córtex cerebral auditivo primário e o giro temporal superior são responsáveis por trazer a percepção musical.

O córtex primário é sensível à percepção do tom, a associação auditiva está relacionada ao processo de melodia e não lineares como harmonia e que o ritmo está relacionado ao cerebelo, gânglios basais e lobos temporais superiores.

Em relação ao reconhecimento memorial musical e a emoções ligadas à música estão envolvidas as partes do cérebro como: órbito-frontal e o sistema límbico. Sendo assim, partimos do pressuposto de que a música consegue ativar diversas áreas cerebrais.

O estudo foi realizado através de entrevistas qualitativas com amostra de conveniência. Concluiu-se que o estilo rock, seguido pelo heavy metal são os preferidos das pessoas mais inteligentes, e que a música instrumental clássica é a mais utilizada em momentos de estudo e concentração destes.

Por fim, após a entrevista e a conclusão, sugere-se a realização de estudos com população amostral maior e um grupo controle, para a retirada de vieses de pesquisa, no entanto, pode-se concluir que pessoas inteligentes preferem estilos musicais mais elaborados e fundamentados na teoria musical e que gêneros mais “populares” não são apreciados por estas pessoas.

Confira o Estudo clicando no link: Centro de Pesquisas e Análises Heráclito: doi.org/10.53504/cpahjv1n4-003 


Deixe o seu comentário, compartilhe e não se esqueça de deixar um Like/Gosto/Curtir a nossa página no Facebook e seguir a nossa página no Instagram

 

Um mau chefe pode deixar os seus funcionários doentes, saiba como

Um mau chefe ou gestor pode prejudicar não apenas o rendimento, mas também a saúde mental dos colaboradores, alertam os psicólogos. Leia o artigo e entenda todos os impactos de um mau chefe.

Você já parou para pensar como um mau chefe pode comprometer a saúde de seus colaboradores? Pois é, uma gestão não eficiente pode não apenas abalar o clima organizacional como também a saúde física e psicológica de seus funcionários, levando-os à exaustão. Isso prejudica a performance da equipa e também de toda empresa ou instituição.

Podemos presumir que os problemas não se limitam à baixa performance. Um mau chefe pode levar toda a equipe à estafa mental e ao estresse generalizado. E tudo isso além de comprometer o rendimento da equipe, pode acarretar em diversos transtornos psicológicos.

Quando acertamos na alocação de competências, incentivamos os talentos da equipa. Quando erramos nas lideranças, podemos limitar e até minar iniciativas e soluções por medos, inseguranças, falta de ânimo e até criar um ambiente onde impere a competitividade.

Mas você conhece os transtornos psicológicos que podem ser desencadeados por um mau gestor? Sabe o quanto a saúde mental de colegas pode ser comprometida? Leia mais e conheça os problemas psicológicos que podem afectar sua equipe e saiba a hora de buscar ajuda psicológica.

Problemas psicológicos que podem estar relacionados com um mau chefe

Medos e Fobias

Diversos problemas relacionados a medos e fobias podem ser desencadeados por um mau chefe. Uma má gestão pode, por exemplo, comprometer a segurança de colaboradores e equipes, quando há exposições desnecessárias ou inadequadas.

Isso pode gerar medo de falar em público, propor novas ideias, apontar possíveis erros de colegas e superiores directos, entre outros.

Ansiedade e Insegurança

A ansiedade e a insegurança são factores psicológicos intrínsecos à situações que podemos ser julgados e avaliados. O medo de ser considerado ineficiente, incapaz, abaixo da média, pode provocar crises mais graves de ansiedade, podendo levar o indivíduo a total inanição. Isso pode torná-lo incapaz de se posicionar de forma independente e impossibilitar a exposição de ideias e projectos no meio profissional.

Dessa maneira, sua carreira pode ser comprometida bem como o crescimento profissional, inibindo talentos como a liderança e autogestão. A ansiedade e a insegurança, faz com que a pessoa se torne dependente ou fiquei em segundo plano em termos de despertar a atenção de outrem.

Perda da qualidade do sono

Um problema comum relacionado a um mau chefe, é a perda da qualidade do sono. Isso acontece por que durante o sono buscamos resolver problemas que enfrentamos no dia a dia.

A ansiedade pode provocar insónia, assim como a depressão pode prolongar o sono. Nesse caso o cérebro não consegue reparar o cansaço acumulado durante o sono normal.

A má qualidade do sono também pode provocar outros distúrbios psicológicos, podendo, em casos extremos, levar até ao suicídio.

Depressão Ocupacional

A depressão pode ser uma doença psicológica considerada também ocupacional, uma vez que pode ser desenvolvida em ambiente laboral.

Além de provocar afastamentos ocasionais, o colaborador pode vir a ser aposentado por invalidez, uma vez que a depressão é uma doença mental que exige tratamento, podendo se agravar, tornar-se crónica e desencadear comportamentos suicidas.

Cabe lembrar que, muitas vezes, a depressão tem sintomas e comportamentos variados, não se limitando ou resumido à tristeza e falta de ânimo.

Pessoas aparentemente felizes podem estar sofrendo em silêncio com essa doença, que requer atenção e intervenção psicológica. A depressão é uma das doenças que mais provoca afastamentos do trabalho.

Síndrome do Pânico

A soma de diversos factores, incluindo a depressão, o TOC e a ansiedade, podem em conjunto provocar agravantes, e também serem somatizadas desenvolvendo um transtorno psicológico chamado de Síndrome do Pânico.

Esse transtorno impede que o paciente realize diversas actividades rotineiras, prejudicando não apenas o rendimento, mas também o atendimento de demandas, e até mesmo a assiduidade do colaborador.

Quando um colega apresentar sintomas relacionados a esses transtornos, e houver abstenção do mesmo, é recomendado o acompanhamento através da psicoterapia, ou mesmo que o paciente busque acompanhamento médico para lidar com as crises, reconhecer sintomas e prevenir crises de pânico.

Além desses transtornos, outros podem ser desencadeados por uma má gestão, liderada por um mau chefe. Esses transtornos podem trazer prejuízos com indemnizações para colaboradores, e comprometer drasticamente o rendimento, além de inibir talentos que poderiam ser úteis para empresas e projectos.

Procure a ajuda de um psicólogo e reporte para os encarregados competentes situações de assédio moral e situações em que você ou seus colegas possam ser prejudicados por gestão não qualificada para lidar com pessoas, antes de tudo.


Deixe o seu comentário, compartilhe e não se esqueça de deixar um Like/Gosto/Curtir a nossa página no Facebook e seguir a nossa página no Instagram

 

ÍNDIA: Mulher pede separação por falta de brigas no casamento

O divórcio ou separação é algo que está a virar moda actualmente, principalmente quando as pessoas percebem que não se amam mais ou quando as brigas se tornam insuportáveis tornando a  relação insustentável.

Portanto, um caso curioso aconteceu na Índia, com uma mulher decidiu pedir pela separação porque o marido nunca lhe dava purada.

O caso aconteceu no distrito de Sambhal, no estado indiano de Uttar Pradesh, onde uma mulher não identificada pediu a corte de Sambhal Sharia o divórcio do marido após apenas 18 meses de casamento.

Segundo ela, o marido que é praticamente o tipo de marido que muitas mulheres gostariam de ter, uma vez que  muitas pessoas o consideram um homem ideal, cuidando dela e dando muito amor.

Estranhamente, estas atitudes não agradaram nada a mulher indiana e por conta disso preferiu pedir o divórcio.

A lista de reclamações apresentadas em tribunal incluíam: falta de discussões, o facto do marido cozinhar e ajudar nas tarefas domésticas, nunca gritar, dar purada e sempre perdoar todos os erros dela. O que ela alegou ser desagradável.

O marido alegou não entender o porquê de tanta infelicidade no casamento. Segundo ele, tudo o que estava tentando fazer era ser um marido perfeito.

Para a infelicidade da mulher, a corte indiana ficou muito admirada com o pedido e rejeitou a separação, solicitando que ela e o marido resolvessem as desavenças por conta própria. O que não a deixou nada satisfeita.

Após a recusa, ela foi atrás do Conselho da Aldeia, para fazer uma nova solicitação de divórcio. Entretanto, recebeu outra resposta negativa após eles ouvirem todos os motivos da separação. Parece que ela vai ter que continuar casada com este “esposo terrível” mais um pouco.

Importa referir que nós do Moz Mais somos contra qualquer tipo de violência e a violência doméstica deve ser veementemente condenada e combatida por todos nós. 


Deixe o seu comentário, compartilhe e não se esqueça de deixar um Like/Gosto/Curtir a nossa página no Facebook e seguir a nossa página no Instagram