Um mau chefe pode deixar os seus funcionários doentes, saiba como

Um mau chefe ou gestor pode prejudicar não apenas o rendimento, mas também a saúde mental dos colaboradores, alertam os psicólogos. Leia o artigo e entenda todos os impactos de um mau chefe.

Você já parou para pensar como um mau chefe pode comprometer a saúde de seus colaboradores? Pois é, uma gestão não eficiente pode não apenas abalar o clima organizacional como também a saúde física e psicológica de seus funcionários, levando-os à exaustão. Isso prejudica a performance da equipa e também de toda empresa ou instituição.

Podemos presumir que os problemas não se limitam à baixa performance. Um mau chefe pode levar toda a equipe à estafa mental e ao estresse generalizado. E tudo isso além de comprometer o rendimento da equipe, pode acarretar em diversos transtornos psicológicos.

Quando acertamos na alocação de competências, incentivamos os talentos da equipa. Quando erramos nas lideranças, podemos limitar e até minar iniciativas e soluções por medos, inseguranças, falta de ânimo e até criar um ambiente onde impere a competitividade.

Mas você conhece os transtornos psicológicos que podem ser desencadeados por um mau gestor? Sabe o quanto a saúde mental de colegas pode ser comprometida? Leia mais e conheça os problemas psicológicos que podem afectar sua equipe e saiba a hora de buscar ajuda psicológica.

Problemas psicológicos que podem estar relacionados com um mau chefe

Medos e Fobias

Diversos problemas relacionados a medos e fobias podem ser desencadeados por um mau chefe. Uma má gestão pode, por exemplo, comprometer a segurança de colaboradores e equipes, quando há exposições desnecessárias ou inadequadas.

Isso pode gerar medo de falar em público, propor novas ideias, apontar possíveis erros de colegas e superiores directos, entre outros.

Ansiedade e Insegurança

A ansiedade e a insegurança são factores psicológicos intrínsecos à situações que podemos ser julgados e avaliados. O medo de ser considerado ineficiente, incapaz, abaixo da média, pode provocar crises mais graves de ansiedade, podendo levar o indivíduo a total inanição. Isso pode torná-lo incapaz de se posicionar de forma independente e impossibilitar a exposição de ideias e projectos no meio profissional.

Dessa maneira, sua carreira pode ser comprometida bem como o crescimento profissional, inibindo talentos como a liderança e autogestão. A ansiedade e a insegurança, faz com que a pessoa se torne dependente ou fiquei em segundo plano em termos de despertar a atenção de outrem.

Perda da qualidade do sono

Um problema comum relacionado a um mau chefe, é a perda da qualidade do sono. Isso acontece por que durante o sono buscamos resolver problemas que enfrentamos no dia a dia.

A ansiedade pode provocar insónia, assim como a depressão pode prolongar o sono. Nesse caso o cérebro não consegue reparar o cansaço acumulado durante o sono normal.

A má qualidade do sono também pode provocar outros distúrbios psicológicos, podendo, em casos extremos, levar até ao suicídio.

Depressão Ocupacional

A depressão pode ser uma doença psicológica considerada também ocupacional, uma vez que pode ser desenvolvida em ambiente laboral.

Além de provocar afastamentos ocasionais, o colaborador pode vir a ser aposentado por invalidez, uma vez que a depressão é uma doença mental que exige tratamento, podendo se agravar, tornar-se crónica e desencadear comportamentos suicidas.

Cabe lembrar que, muitas vezes, a depressão tem sintomas e comportamentos variados, não se limitando ou resumido à tristeza e falta de ânimo.

Pessoas aparentemente felizes podem estar sofrendo em silêncio com essa doença, que requer atenção e intervenção psicológica. A depressão é uma das doenças que mais provoca afastamentos do trabalho.

Síndrome do Pânico

A soma de diversos factores, incluindo a depressão, o TOC e a ansiedade, podem em conjunto provocar agravantes, e também serem somatizadas desenvolvendo um transtorno psicológico chamado de Síndrome do Pânico.

Esse transtorno impede que o paciente realize diversas actividades rotineiras, prejudicando não apenas o rendimento, mas também o atendimento de demandas, e até mesmo a assiduidade do colaborador.

Quando um colega apresentar sintomas relacionados a esses transtornos, e houver abstenção do mesmo, é recomendado o acompanhamento através da psicoterapia, ou mesmo que o paciente busque acompanhamento médico para lidar com as crises, reconhecer sintomas e prevenir crises de pânico.

Além desses transtornos, outros podem ser desencadeados por uma má gestão, liderada por um mau chefe. Esses transtornos podem trazer prejuízos com indemnizações para colaboradores, e comprometer drasticamente o rendimento, além de inibir talentos que poderiam ser úteis para empresas e projectos.

Procure a ajuda de um psicólogo e reporte para os encarregados competentes situações de assédio moral e situações em que você ou seus colegas possam ser prejudicados por gestão não qualificada para lidar com pessoas, antes de tudo.


Deixe o seu comentário, compartilhe e não se esqueça de deixar um Like/Gosto/Curtir a nossa página no Facebook e seguir a nossa página no Instagram